Como funciona o investimento em COE

Quem deve investir no COE?

COE é um dos tipos de investimentos que mais ganhou popularidade nos últimos 3 anos. Ele é ofertado por instituições financeiras, em especial, por Corretoras de Valores como a Guide Investimentos. Você deve ficar atento às suas plataformas para descobrir estas oportunidades.

O COE é indicado para pessoas que já possuem um Planejamento Financeiro consolidado. Isto é, já tem uma Reserva de Emergência com boa liquidez, seguros e uma carteira de ativos orientada pelos seus objetivos, com liquidez e baixo risco.

Sua utilização é interessante para quem está buscando diversificar os seus produtos financeiros e ainda não possui experiência com investimentos voláteis e de renda variável.

Não utilize este investimento caso o objetivo do seu investimento seja de curto prazo ou  tenha necessidade de resgate a qualquer momento!

O que é o COE?

A sigla significa “Certificado de Operações Estruturadas”. É uma forma de captação de dinheiro pelas Instituições Financeiras para serem emprestados em suas operações de crédito.

Após a captação do dinheiro a instituição “monta” operações utilizando combinações com derivativos como opções, e mercado futuro.

Seu rendimento sempre será atrelado a algum ativo ou conjunto de ativo específicos, como Índices de Bolsa, moedas como o dólar, ouro ou ações de um setor (inclusive ações que negociam fora do Brasil como as do Google).

Em geral o valor mínimo de investimento é de R$ 10.000,00, mas este varia com cada COE.

Rendimento

O COE pode ser emitido em 2 formas:

  • Perda limitada ao capital investido; ou
  • Capital protegido,  onde o pior resultado é você receber seu dinheiro de volta sem nenhum rendimento.

O rendimento depende da valorização do ativo ao qual o seu COE está referenciado. Se ele for o ouro, por exemplo. Em geral você receberá a valorização do metal no período.

Esta valorização pode ser limitada há um rendimento pré-definido.

Liquidez

A liquidez é baixa, ele pode possuir “janelas” de saída, mas em geral você somente receberá o dinheiro no vencimento que varia de acordo com o produto ofertado.

Risco

O risco do investimento é o risco de crédito da instituição financeira emissora. Caso o banco que criou o produto quebre, você perde o valor investido.

Consideramos este risco baixo, caso você se sinta inseguro, procure saber se a instituição emissora é uma em que você tem confiança.

Outro risco é o de mercado ao qual o seu ativo está inserido. Se o seu COE não for de capital protegido, você pode perder o valor investido. Se ele for de Capital protegido, você perde o custo de oportunidade de não ter deixado o dinheiro em um investimento de renda fixa.

Tributação

A tributação do COE é cobrada em cima do rendimento e segue a tabela regressiva comum a investimentos de renda fixa:

  • 22,5% até 180 dias;
  • 20% entre 181 e 360 dias;
  • 17,5% entre 361 e 720 dias;
  • 15% após 720 dias.

Exemplo de COE:

Banco Emissor Banco Exemplo
Limite das Reservas 13/12/2017 as 17h
Liquidação 15/122017
Data de Referência do índice Fechamento de 14/12/2017
Vencimento 24/12/2020
Aplicação Mínima R$10.000,00
Ativo Referência Ouro
Limite de rentabilidade? Não, Alta ilimitada do ativo no período
Rentabilidade Mínima Sim, 9% no período

Este é um investimento interessante para pessoas que já estão bem organizadas e estão entrando em uma fase de diversificação.

Faça o download do e-book abaixo e aprenda como realizar o seu Planejamento Financeiro!

0 comments on “Como funciona o investimento em COEAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *