James Bond ou Homer Simpson, quem precisa mais de um seguro de vida?

Há quase dois anos uma organização americana sem fins lucrativos chamada Life Happens, por meio da condução do instituto de pesquisa KRC Research, realizou uma pesquisa com uma simples questão, que até hoje diz muito sobre o que as pessoas entendem que seja o real motivo para se contratar um seguro de vida.

A pergunta feita aos entrevistados pela pesquisa é a mesma que encabeça esse artigo: “quem precisa mais de um seguro de vida: James Bond ou Homer Simpson?”.

E você? Como responderia? Pare, pense um pouco. Respondido?

Se você respondeu James Bond, me perdoe, mas devo admitir que você errou, e errou feio. Mas, como prêmio de consolação, saiba que você não está sozinho no seu erro.

Pasme! O dobro de norte-americanos entrevistados acredita que o agente secreto mais famoso do mundo realmente precisa de mais cobertura de vida do que o pai de família mais tapado dos desenhos.

Se você já sabe que errou a resposta da pergunta, mas ainda está perdido, confuso, meio sem entender o motivo do seu erro, eu te explico, e esta é justamente a finalidade educativa da pergunta que fundamenta a pesquisa.

Trata-se no fim das contas de uma grande pegadinha. Intuitivamente, a maioria das pessoas acredita que o agente 007 precisa de mais cobertura, pensando única e exclusivamente na ótica dos riscos, que pressupõe a alta probabilidade de ocorrência de um sinistro com o personagem James Bond.

No entanto, se formos tentar responder a pergunta levando-se em conta o contexto dos personagens, entenderemos que quando se trata de seguro de vida, Homer Simpson necessita muito mais de cobertura que James Bond.

Vamos esclarecer melhor esta questão dos contextos. Começando por Bond: solteiro, não possui filhos, nem mesmo dependentes mais velhos como pai ou mãe. Já nosso amigo Homer é casado, sua esposa não possui emprego fixo, é pai de três filhos, dois em idade escolar e um bebê, ou seja, todos estão bem longe de atingir a independência financeira e para completar tem como dependente um pai que vive em um asilo.

O cerne da pegadinha está justamente no tipo de seguro sugerido para os personagens. Acredito que Bond necessite realmente de um seguro contra acidentes pessoais, invalidez acidental, etc. Entenda que a maior exposição ao risco de uma pessoa sem dependentes não faz com que ela a princípio necessite de mais seguro de vida do que outra menos exposta a riscos com cinco dependentes diretos, como é o nosso exemplo. No máximo essa exposição ao risco devido ao estilo de vida ou profissão irá agravar o prêmio (tornar mais caro) da cobertura de invalidez necessária.

Se sugerirmos um personagem mais próximo da realidade temos um resultado ainda mais assustador, tendo em mente que a maioria das pessoas leva em conta apenas essa lógica intuitiva da exposição ao risco.

Se a mesma pergunta for feita trocando-se o personagem de Homer Simpson, que convenhamos, não é a pessoa mais prevenida em relação aos cuidados com a saúde ou que procure evitar acidentes, por um personagem comum, parecido com muitos de nós, como Phil Dunphy, o pai de família do seriado americano Modern Family, temos um resultado mais grave. Acredite se quiser: cinco vezes mais dos norte-americanos consultados acreditam que o agente britânico necessita mais de cobertura de vida que o pai de família comum da classe média americana!

Tudo respondido com base no argumento intuitivo da maior exposição ao risco do agente 007.

O maior problema advindo do resultado desta pesquisa mostra que ainda há muito pouco entendimento da necessidade de seguro de vida para si mesmo. A maioria das pessoas acredita que não estão expostas a riscos ditos consideráveis, por tanto, não necessitam de cobertura de vida e, simplesmente, não se enxergam no papel de segurado.

Entenda que não é preciso ser um super-herói, um piloto de fórmula um, um agente secreto ou um bombeiro para necessitar de uma cobertura de vida. Contratar um seguro de vida é muito mais simples e muito mais comum do que você imagina. E sobre a necessidade? Basta ter um(a) companheiro(a), um(a) filho(a), um pai ou uma mãe que dependam de você.

Quer a ajuda de um Planejador financeiro para dimensionar um seguro de vida para você?

Clique abaixo e faça uma Orientação Financeira Gratuita!

0 comments on “James Bond ou Homer Simpson, quem precisa mais de um seguro de vida?Add yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *