4 passos para garantir facilmente sua aposentadoria

Quanto mais longo o prazo, maiores as incertezas. Esta máxima vale para todos os aspectos de nossas vidas. A famosa pergunta “onde você se vê em 10 anos” feita em todas as entrevistas de empregos gera uma infinidade de respostas que quase nunca se concretizam. É inegável a impossibilidade de se prever o futuro.

– Mas e aí? O que eu faço? – você me pergunta – Sento e choro? Deixo tudo à mercê do acaso?

Palavras quando ditas são lançadas ao vento e logo são esquecidas, já um plano posto no papel fica lá, eternizado. Por escrito, seu comprometimento aumenta também seu engajamento e a disposição para a atingir o que se propôs a fazer é maior.

Quando falamos de aposentadoria, normalmente, falamos de um objetivo de longuíssimo prazo permeado por incertezas. Adicione a isso a chuva de informações negativas e dúbias sobre esse assunto que recebemos diariamente dos diversos meios de comunicação. Parece que nada salvará a tão sonhada paz na aposentadoria.

O primeiro passo que proponho é desligar-se deste tipo de informação ou fazer um filtro bem seletivo das informações que acessa. Você não precisa saber tudo em primeira mão, principalmente, questões controversas ainda não resolvidas e que levarão anos para se resolver como a Reforma da Previdência. Se você está fazendo seu dever de casa, seguindo os passos que proponho a seguir, todo esse ruído não passará de apenas um ruído. Acredite, se preocupando mais com você e menos com os ruídos sua qualidade de vida aumentará.

O segundo passo é saber aonde quer chegar e como chegar lá. Tenha um plano. Num post anterior apresentei uma planilha poderosa para o cálculo dos aportes mensais necessários para que você atinja a renda sonhada na aposentadoria (faça o download aqui). Comece com ela para saber o que precisa fazer ou, melhor dizendo, quanto você precisará poupar. Atualize os dados da planilha de tempos em tempos para diminuir os efeitos das variáveis, deixando estas mais próximas do seu contexto atual. Fique tranquilo, no post explico como utilizar nossa calculadora de forma eficiente.

O terceiro passo é começar logo. Quanto antes vocês começar a acumulação para sua aposentadoria, menor será o esforço necessário para atingir este objetivo mais tarde. Para que tenha uma ideia do poder do tempo neste tipo de objetivo, veja estes números com exemplos para quem quer juntar um milhão de reais, até os 60 anos, assumindo uma rentabilidade média anual dos investimentos de 8% para todos os casos:

  • Se você começar aos 20 anos, precisará de R$ 310,45 por mês.
  • Se começar aos 30 anos, precisará de R$ 709,95 por mês.
  • Se começar aos 40 anos, precisará de R$ 1.757,47 por mês.
  • Se começar aos 50 anos, precisará de R$ 5.551,72 por mês.

O quarto passo é ter disciplina. A regularidade de poupança mensal é um fator tão importante quanto o prazo pelo qual você investirá. Dando apenas um exemplo, se você poupar R$ 500,00 por mês, ao longo de 30 anos, a uma taxa de 8% ao ano, você terá R$ 704.275,29. Caso você deixe de fazer um aporte por ano, você terá R$ 656.335,61, ou seja, você deixa de aportar R$ 15.000,00 no período e tem um saldo quase R$ 48.000,00 menor. São 7% a menos de saldo final por conta de um mês que deixe de poupar por ano.

Qual instrumento de acumulação posso utilizar seguindo os passos acima?

Por este e outros motivos, gosto muito das previdências privadas. Por meio deste instrumento, é possível fazer sua poupança mensal com débito em conta. Ou seja, você cadastra sua conta junto à seguradora e, todo mês, faça chuva ou faça sol, a seguradora debita o valor combinado de sua conta. Pode parecer simplório, mas é uma ferramenta muito poderosa para um objetivo de prazo tão longo, seja você disciplinado ou não.

Além disso, as previdências privadas possuem um tratamento tributário diferenciado para quem poupa por um prazo muito longo, mas isso é papo para um próximo post.

Se você estiver com receio em se planejar via previdência privada, fique tranquilo. Mas, sempre antes de decidir o veículo ideal para você, recomendo mais uma vez: minimize os ruídos, tenha um plano por escrito, entenda aonde quer chegar, entenda o que é importante para você, tenha disciplina para poupar e uma boa dose de paciência. Essas recomendações servem para qualquer investimento.

Só então decida qual produto financeiro vai usar. E, lembre-se, em prazos tão longos, as incertezas são muitas, sendo assim, o monitoramento de tempos em tempos é muito importante e mudanças de rotas devem ser feitas quando necessário.

Gostou deste post?

Recomendo que leia o artigo Previdência x Títulos do Tesouro clicando aqui.

E faça o download dos e-books abaixo!

0 comments on “4 passos para garantir facilmente sua aposentadoriaAdd yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *