O que aprender com a polêmica capa da Revista Exame?

A capa da Revista Exame da segunda quinzena de janeiro tem dado o que falar. Milhares de pessoas criticaram a capa que dá a entender que o brasileiro terá que continuar a trabalhar na terceira idade, assim como o astro inglês Mick Jagger. O assunto da capa foi trending topic no Twitter Brasil. Leia mais aqui sobre a polêmica.

Como evito julgar um livro, nesse caso revista, pela capa, fui ler a tal reportagem “polêmica” da revista e percebi que por trás de tanta polêmica e indignação há diversos pontos interessantes que devem ser levados em consideração por todos nós.

Antes de iniciar a leitura já te aviso de antemão: fique calmo! Com ajuda, planejamento e organização financeira, você não precisará trabalhar até os 73 anos, idade atual do cantor britânico.

Quer saber como? Então me acompanhe.

A situação da Previdência Pública – uma abordagem lógica

Primeiro te ajudarei a entender a confusa situação da previdência pública brasileira, num simples exercício de lógica podemos dividir situação da Previdência Pública no Brasil em dois cenários:

1) tudo dará certo nos próximos 50, 60, 80 anos, você receberá sua aposentadoria pública e conseguirá viver confortavelmente apenas com ela (uma mudança e tanto em relação ao cenário atual);

2) as coisas podem se agravar e não continuar tão boas ou até mesmo piorar para quem conta apenas com a aposentadoria pública, nesse segundo cenário, você precisará complementar sua renda com esforço próprio, que pode ser seu trabalho ou o patrimônio que tenha acumulado anteriormente.

Se você é daqueles que acredita no segundo cenário, é bem provável que já esteja tomando as medidas necessárias para sua aposentadoria e acumulando uma reserva complementar que lhe ajudará quando pendurar as chuteiras.

Caso você esteja no grupo daqueles que são contra a reforma e acredita que o Estado conseguirá prover tudo para sua aposentadoria, tenho uma boa notícia: você também pode fazer o dever de casa e formar uma reserva extra para seu futuro. Imagine o cenário ideal no qual você se aposenta com todos os benefícios pagos pelo Estado e ainda pode utilizar seu patrimônio acumulado como bem entender. Este, a meu ver, é com certeza o melhor cenário possível.

O que diz a polêmica reportagem da Exame?

A reportagem da Exame busca dar exemplos de pessoas que continuaram trabalhando mesmo depois de atingirem idades consideradas habituais para iniciar a aposentadoria.

Na maioria das vezes, são casos de profissionais que foram bem sucedidos ao longo da vida e decidiram não parar completamente suas atividades profissionais.

Vale notar que a publicação ressalta principalmente as opções de mudança de carreira ou de trabalhar apenas com o que se gosta, pena que essa sugestão da revista pode não valer para todos, pois, na realidade muitos brasileiros tem uma vida bem mais dura.

Porém, mesmo aqueles que tem hoje uma boa condição e possibilidades profissionais, precisam fazer seu dever de casa para ter conhecimento das opções após a aposentadoria, ou seja, há luz no fim do túnel da previdência.

Uma característica interessante em comum da maioria dos personagens desta matéria é o fato de todos eles, sem exceção, terem se preparado de uma forma ou de outra para a aposentadoria. A preparação envolve quatro aspectos importantes: físico, intelectual, social e financeiro. Sendo que o fator financeiro é a base para que se consiga manter adequadamente os demais.

Sabendo de tudo isso, o que você também pode fazer para poder escolher como viver sua aposentadoria?

A resposta a princípio não é difícil, o que na teoria parece ser bem simples pode ser bastante complicado na prática, pois essa escolha envolve um fator chave: há um preço que nem todos querem pagar, que é deixar de consumir hoje para consumir mais amanhã (para se aprofundar mais neste ponto, indicamos este livro).

Aqui vale uma dica valiosa: se você começar cedo, precisará poupar menos, pois terá mais tempo de juros compostos a seu favor. A regra de destinar 10% de seu salário para sua aposentadoria funciona bem para quem tem menos de 35 anos. Começando mais tarde, terá que poupar mais.

Tendo conhecimento dessa dica o que você está esperando? Comece a poupar agora mesmo!

Se estiver na dúvida de quanto precisa poupar, utilize nossa Calculadora de Aposentadoria Rolling Forecast fazendo o download aqui.

Outro ponto importantíssimo é a disciplina. Poupe religiosamente. Não deixe de poupar um mês sequer. Um mês perdido faz muita diferença no saldo final. Se você não se considera tão disciplinado, contrate um plano de previdência privada com débito automático.

excelentes planos no mercado e, acredite em mim, esta simples ferramenta pode fazer toda diferença para sua aposentadoria.

Eu não acredito que possamos prever o futuro, deixo isso a cargo dos videntes profissionais, mas acredito que podemos ter uma grande influência sobre ele fazendo aquilo que é necessário no presente.

No caso de nossas aposentadorias, principalmente para aqueles que têm condições, e mesmo assim optam por não fazer nada e apenas contam com o Estado, saiba que isso é seguramente um ato de fé.

Isso significa simplesmente torcer para que tudo dê certo e colocar seu futuro nas mãos de terceiros, que nesse caso envolvem políticos, e ficar de cabelo em pé a cada nova reforma (não, esta definitivamente não será a última). Eu prefiro me concentrar na única variável sobre a qual tenho controle: quanto eu poupo por mês.

Mesmo que você acredite no Governo e conte com a aposentadoria pública, faça um favor ao seu “Eu-futuro”, comece agora mesmo a se planejar para sua aposentadoria. Você agradecerá a si mesmo dessa excelente escolha. Caso precise de ajuda para iniciar seu planejamento não hesite em entrar em contato com a Guide Life Planejamento Financeiro.
Inscreva-se em nossa newsletter para receber nosso conteúdo preenchendo o formulário abaixo:



1 comment on “O que aprender com a polêmica capa da Revista Exame?Add yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *